Saiba Tudo Sobre o Periquito Tuim

fonte: http://passarossilvestres.com/periquito-tuim/

O Periquito Tuim é uma ave pertencente à família dos psitacídeos, cujo nome científico é Forpus xanthopterygius, também chamado popularmente de cuiúba, chuim, periquitinho, pacu, papacum, periquitinho de são josé, papacu, tuí e periquito da quaresma. É o menor psitacídeo do Brasil, estando presente no nordeste, leste e sul do Brasil até o Paraguai e Bolívia, também no alto Amazonas até o Peru e Colômbia. Ele prefere as áreas semiabertas, florestas, mata Atlântica, vegetação de porte médio a alto, matas ou florestas que formam corredores ao lado dos rios, matas ciliares, de araucária, subtropicais, restinga, mata de riparia ou ribeirinha, campos ou campinaranas, caatinga, cerrado, áreas onde basicamente houve ou há ação do homem, pantanal, manguezais, e ilhas fluviais.
periquito-tuim

Este Periquito mede cerca de 12 cm de comprimento e pesa em torno de 25 gramas. Possui dimorfismo sexual, a plumagem do macho é verde com uma grande área azul na parte inferior da asa e abaixo do dorso. A fêmea é totalmente verde, um pouco mais pálido e mais amarelado nas partes ventrais. Ambos possuem bico cor de marfim com cinza na base da mandíbula superior, íris marrom escuro e pernas cinzas. A cauda é curta e forma a silhueta característica e robusta do Tuim. Existem algumas mutações da espécie como os totalmente azuis, os amarelos, os de tom de canela, os mesclados de verde e amarelo e os de tons pastéis. A expectativa de vida desta espécie é de até 12 anos.

Alimentação do Periquito Tuim

Alimentam-se de sementes de braquiária e de grama, plantas herbáceas, bagas, mangas, mamões, bananas, jabuticabas, goiabas, laranjas, coquinhos de palmeiras, coco verde, coco seco, brotos e flores. Em cativeiro podem ser alimentados com uma mistura de sementes de girassol, painço, alpiste, frutas secas e frescas, verduras como couve, brócolis, almeirão, chicória, legumes como jiló e berinjela, pão, biscoito e ração comercial específica.

Reprodução do Periquito Tuim

O casal desta espécie tem um carinho extremo um com o outro, roçando e arrumando as penas do companheiro. O acasalamento e reprodução ocorre nos meses de clima quente. Nidifica em ocos de árvores, ninhos de João de Barro e também ninhos de pica pau abandonados. A fêmea põe de 3 a 8 ovos, sendo que o macho também contribui um pouco na incubação, porém a maior parte do processo cabe com a fêmea, e ambos alimentam os filhotes. A eclosão acontece após cerca de 20 dias. Trinta dias depois do nascimento dos filhotes estes já começam a sair do ninho.

Tuim