Meu canário parou de cantar! O que fazer?

A frustração comum para criadores de canários é quando uma ave deixa de cantar. Para o animal de estimação que acabou de ser adquirido, é compreensível que pode demorar um pouco mais para ele começar a cantar. Alguns canários já vão cantar na sua primeira manhã na nova casa, mas muitos levam até duas semanas para se ajustarem a uma nova gaiola e ambiente.

Canário que não canta e acabou de chegar na sua casa?

Para evitar um período de adaptação muito longo para um canário, compre um macho que tenha pelo menos 6 meses, mas menos de 3 anos de idade. Ele deve ser o único pássaro em uma gaiola espaçosa, e colocado no alto de sala sem correntes de ar e muito bem iluminada. É um cuidado básico com canários.

Meu canário parou de cantar. O que fazer?

Um canário que para de cantar depois de um tempo pode ser uma fêmea. Alguns jovens canários cantam, mas eles costumam parar após a sua primeira muda de penas de bebê. Outros canários podem cantar esporadicamente ao longo do ano, mas eles raramente têm a consistência ou a mesma duração que canários sexo masculino. Se seu pássaro tenta construir um ninho na primavera ou chega a por um ovo, então você tem um canário fêmea e você não deve esperar que ela cante bem.

Meu canário parou de cantar: o que pode ser? Arrumar um companheiro ou companheira não é solução

Um erro comum é pensar o seu canário macho está solitário e não canta por causa disso. Por isso, precisa de um companheiro ou companheira. Mais um canário na gaiola pode inicialmente causar um aumento no canto, mas muitas vezes pode inibir o macho de cantar uma vez que o parceiro está estabelecido. Da mesma forma, se um espelho é colocado na gaiola, pode haver mais música em um primeiro momento, seguido por menos cantoria, em um segundo. Um problema pior é colocar outro macho na gaiola que irá causar uma série de brigas entre os dois pássaros. Ambos tornam-se esgotados e, em seguida, param de cantar.

Meu canário parou de cantar depois da muda

Eventualmente, cada canário entra em um período de silêncio. A primeira coisa a considerar é se o pássaro acabou de passar pela muda. A maioria dos canários para de cantar por alguns meses a cada verão, enquanto eles concentram sua energia em substituir todas as suas penas. Algumas aves jovens podem cantar durante a muda, mas à medida que envelhecem eles são menos propensos a fazê-lo. Assim, uma muda de verão é uma razão normal e esperada para canários não cantarem, mesmo que já tenham cantado durante mudas anteriores.

Canários podem também podem passar pela muda em outras épocas do ano. A muda geralmente é desencadeada pela exposição a mais de 14 horas de luz por dia. Temperaturas mais quentes também pode iniciar uma muda. Finalmente, o estresse pode provocar uma muda. Um caso clássico é a aquisição de um pássaro no inverno que foi mantido em um viveiro grande, e passar a mantê-lo em uma gaiola pequena em uma sala quente com as luzes acesas. O estresse da nova casa, juntamente com o calor e iluminação adicional está quase garantido para iniciar uma muda. Depois de algumas semanas, as penas começam a cair e a ave não cantará.

Uma vez que uma muda começar, a única coisa que você pode fazer é esperar cerca de 2 meses até que a muda esteja terminada. É importante para alimentar o seu canário com doses extras de proteína durante este período. Se o pássaro está em uma dieta de sementes, complete com preparados especiais de proteínas para canários, germine sementes para o canário (deixe de molho na água da noite para o dia), e cozinhe um ovo para o canário, misturando aos alimentos. Remova qualquer quantidade que não foi comida para garantir que não apodreça.

Após a muda acabar, algumas aves mais velhas podem não cantar por um tempo. Tente tocar música clássica ou músicas com outros canários cantando para obter colocar seu pássaro cantando novamente. Tudo faz parte do processo natural da criação de canários.

Mas quero que meu canário cante. Posso parar a muda?

Não! Canários precisam da muda. A muda é necessária para manter um canário saudável. 12 horas de luz, com um ciclo natural de iluminação e escuridão, é o que um canário precisa para ter suas mudas e sua saúde perfeita.

Mas e um canário que pára de cantar e não está na muda?

Pode ser dois sinais: saúde debilitada ou sinais da idade. Para o primeiro, da saúde, você deverá consultar um veterinário, e informações de livros de crianções de aves. Deve se certificar de que a dieta do canário está apropriada, de que a gaiola está recebendo a higiene apropriada, que tem o tamanho apropriado, e que a gaiola tem espaço para o canário se exercitar.

Ácaros e piolhos podem contribuir para acabar com o canto do canário. Verifique se há algum entre as penas. Infecções respiratórias também podem impedir o canto dos canários, e devem ser tratados por medicamentos veterinários apropriados.

Dor e machucados podem também fazer com que o canário pare de cantar. Veja se há algum machucado nas patas, olhos, asas, ou qualquer parte do corpo. Veja se as garras estão grandes demais, e caso seja necessário, corte um pequeno pedaço das pontas.

Entre 5-10 anos de idade, o pássaro estará já idoso para cantar com a mesma intensidade como quando era novo, mas é natural. Por isso, continuar com sua criação de canários saudáveis é importante, para manter sempre os belos cantadores em sua criação.

Ainda tem dúvidas? Deixem suas perguntas nos comentários, e responderemos assim que for possível!

fonte: https://www.estimacao.com.br/meu-canario-parou-cantar-fazer/

Aprender a cuidar de pássaros de estimação

Saiba quais são os cuidados necessário para as aves

Os pássaros são ótimos animais de estimação e visitantes bem-vindos de seu jardim. Qualquer espécie de ave precisa de cuidados especiais como qualquer outro animalzinho, e é importante que não se esqueça disso.
Mais: Coisas sobre a medicina veterinária que você não sabia
Se você está pensando em ter um, os cuidados necessários incluem uma boa moradia, alimentos nutritivos e atenção quanto à saúde da ave. Muitas das doenças em pássaros são causadas pela falta de limpeza nos comedouros e bebedouros, por exemplo. Então, aprenda como cuidar da sua ave.
Os pássaros precisam de cuidados especiais
Reprodução Pinterest
Os pássaros precisam de cuidados especiais

Gaiola
A gaiola adequada dependerá do tipo de ave, então saiba antes qual espécie você tem ou irá escolher para comprar o melhor produto.
O tamanho da gaiola deve ser o suficiente para a ave abrir suas asas em toda sua envergadura. Para algumas espécies, conseguir voar pequenas distâncias dentro da gaiola pode ser importante para garantir um ambiente saudável. Então, quanto maior o tamanho melhor.
Apesar das gaiolas maiores serem mais caras e difíceis de limpar, se você não fica tanto em casa e/ou não tem tempo para tirar o pássaro, terum maior espaço é essencial. Gaiolas pequenas costumam levar a problemas de comportamento.
Mais: Os 12 melhores gifs para comemorar o Dia Mundial do Gato
As hastes da gaiola não devem ser muito próximas e nem muito distântes. Muito pequenas ou próximas, as garras da ave podem ficar presas nelas; e espaçadas demais possibilitam o pássaro passar a cabeça por ela e ficar preso, ou podendo até escapar.
Para a limpeza, ponha alguns jornais ou revistas velhos no fundo da gaiola. Isso torna a limpeza bem mais fácil, e o papel pode ser jogado no lixo facilmente e trocado por um novo para o próximo dia.
Alimentação
Antes de determinar o que sua ave irá comer, saiba quais sementes e rações são especiais para a espécie. Troque os grãos diariamente e retire os restos de comida da gaiola para não apodrecerem.
Leve a criação da sua ave a sério
Reprodução Pinterest
Leve a criação da sua ave a sério
Dê as mesmas frutas e vegetais frescos e saudáveis que você come. A alimentação fica mais verde e a dieta, mais variada. Uma mistura ou variedade de alimentos é ótima para a saúde do seu animal.
Os comedouros devem ser limpos regularmente, pois pode acumular poeira e bolor por causa do resto de ração e sementes. No caso de alimentos frescos como frutas e verduras, eles devem ser lavados assim que o alimento for retirado.
Existem algumas comidas que não são adequadas para muitas espécies de aves, como nenhum tipo de álcool, chocolate, abacate, condimentos e temperos. Todos eles contêm componentes químicos que podem ser tóxicos aos pássaros.
Troque a água todos os dias, pois a água parada pode gerar fungos e germes nocivos para a saúde do pássaro. A limpeza do bebedouro também deve ser diária. Mantenha sempre limpa o recepiente, escovando com água e sabão.
Mais: Veja os 6 animais de estimação mais raros, e caros, para se ter em casa
Os potes de água e comida devem ficar no alto e fora do alcance de galhos acima deles, para evitar que os pássaros defequem em cima da comida.
Limpeza
Os pássaros não precisam se limpar tanto quanto outros tipos de animais. Coloque uma banheira para o banho de 2 a 3 vezes por semana, grande o bastante para o tamanho da ave. Retire a banheira logo em seguida para não correr o risco do pássaro beber da água suja. Para fêmeas em período de reprodução a banheira deve ser colocada todos os dias para que os ovos possam umidecer.
Esses animais gostam de se banhar para se refrescar em climas mais quentes, então ofereça água a eles em períodos assim. Além disso, eventualmente dê um osso de siba para sua ave lixar seu bico e afiá-lo.
A gaiola também deve ser limpa para reduzir as chances de seu pássaro desenvolver infecções bacterianas, virais ou causadas por fungos. Troque o forro regularmente, limpe as fezes que caírem em brinquedos ou poleiros e tire alimentos não comidos que se acumulem no chão da gaiola.

via GIPHY
Faça a limpeza somente com produtos de limpeza neutros e não tóxicos. As aves são animais delicados, então descubra se o produto é seguro para elas antes de usá-los.
Comportamento e cuidados
Preste sempre atenção no comportamento de seu pássaro. Se ele estiver muito agitados ou desanimado pode ser sinal de algum desconforto ou doença. Certos sinais físicos também são indícios de problemas, como a troca de plumagem frequente e fora de época. Isso pode ter como causa alimentação inadequada, doenças de pele, parasitas, entre outros.
Ache um veterinário que tenha qualificação para trabalhar com pássaros. Leve seu animal para check-up regularmente, saiba da necessidade de cortar o bico e as unhas e se atente as vacinas e vermífugos. Apenas o profissional sabe o que é melhor para sua ave.

Fonte: Canal do Pet – iG @ http://canaldopet.ig.com.br/cuidados/2017-02-18/passaros.html

Criar pássaros exóticos e legalizados, certo ou errado?

Criar pássaros exóticos e legalizados, certo ou errado?

Bom meus amigos, esse sem dúvida é um assunto muito polêmico em que a opinião das pessoas ficam divididas. De um lado, as pessoas são contra a prisão dos animais, do outro, quem é a favor acredita que se o pássaro está legalizado então está tudo certo. Mas para você entender melhor sobre esse assunto, vamos explicar os prós e os contras sobre a criação de pássaros silvestres autorizados pelo IBAMA e a criação de pássaros exóticos.

Vamos começar falando sobre a criação dos pássaros silvestres de origem brasileira e sua autorização de criação e reprodução em cativeiro pelo IBAMA.
Prós: Se um pássaro está legalizado, significa que ele não foi capturado na natureza (pássaros capturados na natureza não podem ser legalizados), ou seja, aquele pássaro foi gerado em um criadouro que atendia todas as normas e recebeu autorização do IBAMA. Mas aí vem a pergunta que todos que são contra utilizam como argumento: “Mas para o primeiro pássaro autorizado gerar os demais, ele não teve que ser capturado na natureza?”. A resposta é SIM, claro que o primeiro pássaro que gerou os demais teve que ser capturado mas ninguém sabe exatamente porque esse pássaro foi capturado, poderia ter sido pelo próprio IBAMA com a função de criar esse método de autorização e reduzir a captura ilegal, pode ter sido alguma instituição científica com objetivos de estudar a espécie, pode ter sido por alguma ONG visando preservar a espécie. Há muitas teorias, mas o importante é que aquele pássaro gerou outros em cativeiro e sua reprodução foi autorizada.

A maioria dos criadores de pássaros em cativeiros são amadoristas, criam pelo seu canto ou sua beleza mas existem também grandes criadouros que visam preservar as espécies, muitas delas ameaçadas de extinção. Esses criadores são “ajudantes” das natureza, algumas espécies de pássaros acabam sendo extintas devido aos grandes desmatamentos, a caça ilegal e a captura pelo tráfico de animais silvestres. A função desses criadouros é reproduzir ao máximo esses pássaros em cativeiro e tentar fazer sua reintrodução na natureza preservando assim a existência das espécies.

Contras:

Por que prender um animal inocente que nunca fez mal a ninguém só para ouvir seu canto?
Você gostaria de ser aprisionado em uma jaula sem ter feito nada?
Pássaro preso não canta, ele lamenta!
Se você quer ouvir o canto dos pássaros e ter eles por perto plante árvores, atraia eles com alimentos.
Os pássaros são mais belos quando estão soltos.
Quando alguém vir você com uma gaiola na mão, mesmo que ele saiba que o seu pássaro é autorizado, ele vai querer capturar um para ter também.

E criar pássaros exóticos, é certo ou errado?
A criação de pássaros exóticos também não é proibida pelo IBAMA, uma vez que se esses pássaros fossem soltos em nossas florestas, eles não conseguiriam encontrar seu próprio alimento e acabariam morrendo.

Contras: São os mesmos argumentos utilizados para os pássaros silvestres autorizados;
Existe também a ideia de que se esses pássaros não são originais do Brasil, então eles são silvestres em algum país.

Prós: Um dos prós responde a questão citada a cima, e retoma a ideia sobre o motivo do primeiro pássaro ter sido capturado. Por que aquele pássaro exótico foi capturado? Se ele foi trazido para um país que não sobrevive solto seria correto soltá-lo? Temos que explicar também que os pássaros exóticos que existem em nosso país são reproduzidos aqui, eles não são mais capturados.
Um pássaro exótico é como outros bichinho de estimação como um Porquinho da Índia, Hamster ou um Coelho.

Então, agora que você já sabe os prós e contras sobre a criação de pássaros qual a sua opinião? Contra ou a favor?

fonte: https://www.sobreospassaros.com.br/criar-passaros-exoticos-e-legalizados-certo-ou-errado/

Uma nova proposta, 4 passos Conhecer + Admirar + Preservar + Multiplicar

Nossos príncipios
Fundada pelo estudioso da vida das aves, Sandro Von Matter, Passarinhar é uma iniciativa global sem fins lucrativos idealizada sobre quatro príncipios básicos, a Divulgação Científica, a Observação de Aves Serena, a Ciência Colaborativa e as Caminhadas Globais de iniciação.

Uma outra observação de aves o “Slowbirding”
Nos últimos anos o barateamento das câmeras digitais e o formato das iniciativas relacionadas ao tema impulsionaram uma forma de observar aves que esta intimamente conectada a fotografia de animais silvestres, a rapidez do registro e a competição.

O Passarinhar nasce para impulsionar uma outra forma de praticar a observação de aves, é o slowbirding, ou seja, uma observação focada na admiração profunda e tranquila das aves em seu ambiente natural, inclusive das espécies mais comuns aquelas que habitam as nossas vidas quase todos os dias.

Assim surge a Observação de Aves Serena, o movimento Slowbirding Brasil, a primeira iniciativa brasileira dedicada exclusivamente a sensibilizar das pessoas para a contemplação das aves.

Ciência Cidadã, todos pela Conservação das Aves
Acreditamos que cada pessoa, cada indivíduo possui em suas mãos o poder de mudar o mundo.

Por este motivo o Passarinhar foi idealizado para oferecer um caminho para que cada observador de aves, de qualquer parte do país possa efetivamente contribuir para a conservação das aves.

Não é legal? Além de praticar uma atvidade prazerosa ao ar livre, observadores podem anotar uma série de informações sobre as aves de sua região em encaminhar através da internet para os cientistas associados ao Passarinhar.

Foi assim que milhares de pessoas participaram do Projeto a Hora do Sabiá, um dos primeiros projetos a nível nacional de ciência cidadã do país. Com toda essa ajuda o pesquisador Sandro Von Matter pode investigar todos os detalhes sobre a vida da espécie.

Caminhadas Globais e acesso livre a Ciência
Como perceber e se importar com a natureza sem antes observá-la com profundidade?

Para a reaproximar as pessoas da natureza idealizamos Caminhadas Ecológicas totalmente gratuitas e abertas ao público com o objetivo de sensibilizar os participantes para a sua beleza e mistérios.

São caminhadas guiadas em parques, praças e parques lado a lado com pesquisadores que se dedicam a desvendar os segredos da vida das aves, integrando de forma inovadora atividade física e acesso a informação científica.

Mas o Passarinhar vê a Observação de Aves como uma atividade onde o mais importante são as pessoas, os amigos e a família, aqueles que nos admiram por quem realmente somos.

Por este motivo nossas caminhadas tem um caráter único, cada um dos participantes deve cumprir um único pré-requisito, devem levar como acompanhante alguém próximo “que nunca antes observou aves”.

É uma iniciação, uma iniciação no mundo da Observação de Aves, mas não é só isso. Nossas caminhadas ocorrem simultaneamente no mesmo dia em todo o país, e duas vezes por ano em todo o mundo.

São milhares de pessoas no mundo todo, em um mesmo dia unidas em torno de um objetivo: compartilhar o prazer de perceber e admirar as aves.

fonte: http://www.passarinhar.org.br/

Observação de Aves Contemplativa

Muito mais que fotografar, essa é a Observação de Aves Serena, é se aproximar de um outro ser vivo ao mesmo tempo tão diferente e tão similar de nós humanos, pois tanto quanto nós uma pequena ave enfrenta todos os dias obstáculos e dificuldades tão desafiadoras quanto as nossas.

Ao se aproximar deste outro ser, em silêncio, vagarosamente de forma contemplativa abrimos uma janela para percebermos a essência da vida desta ave profundamente. A partir deste ponto passamos a nos identificar com ele, admirá-lo e respeitá-lo, de uma forma única, mas mais do que isso passamos a nos perceber e a enxergar além do óbvio.

É um caminho sem volta, que nos muda internamente e nos transforma de pessoas comuns para cidadãos ativos que percebem a natureza de forma clara e se empoderam conscientemente para agir e lutar pela conservação da natureza, pela preservação de nós mesmos.

Junte-se a nós, seja um membro desta revolução, seja um representante da iniciativa em seu bairro, em sua cidade e participe desta revolução em prol da conservação das aves brasileiras.

fonte: http://www.passarinhar.org.br/