Como ensinar uma ave a cantar?

O processo deve ser feito logo nos primeiros dias da ave, com um método chamado ‘encarte’. A forma de ensino pode ser tanto com a aproximação de uma ave mais velha, conhecido como instrutora, que canta próximo ao filhote, ou por meio de CD’s, com cantos gravados de aves instrutoras.

É importante escolher bem a ave instrutora, pois é preciso que ela cante com clareza e perfeição. Caso você tenha mais espécies de aves em sua casa, lembre-se de separá-las, pois os filhotes podem se influenciar com os outros cantos e acabar ‘fugindo’ do seu canto natural.

Perceba que cada pássaro possui seu estilo próprio de interpretação, alguns serão mais agudos, outros mais graves, lentos ou rápidos. O importante é que eles desempenhem toda a melodia, com as notas e a cadência correta.

Se você quiser saber mais sobre o manejo específico de cada espécie nativa, continue navegando no nosso site. Não se esqueça de nos deixar um comentário, contando sobre a sua experiência no manejo de aves nativas e também compartilhando as suas dicas de criação dos passaros Brasileiros.

fonte: http://passarossilvestres.com/

Como iniciar uma criação de pássaros nativos?

Se você é amante dos pássaros e pensa em iniciar uma criação, fique atento, pois é preciso seguir algumas regulamentações e estar cadastrado no IBAMA. O primeiro passo é adquirir um casal de filhotes – com 45 a 50 dias- junto a criadores cadastrados. Depois, maneje-os adequadamente, com muito amor e dedicação, e não se esqueça de “ensinar” a melodia para que eles aprendam a cantar.

Toda criação deverá estar registrado no Sispass, que é o sistema de Gestão de Criadores de Passeriformes Silvestres, porém nem sempre este sistema está disponível para o cadastro de novos criadores, ou seja, você deverá ficar atento ao site do Ibama. Quando começar a tirar os primeiros filhotes será preciso cadastrar todos em sua ficha no IBAMA, ou seja, atualizar a cada novo nascimento ou óbito em seu plantel e também fazer o anilhamento das novas aves, garantindo assim que seus animais silvestres estejam sempre em conformidade com as leis.

fonte: http://passarossilvestres.com/

Criadores e passarinheiros são iguais?

Conhecemos muitas pessoas que gostam de pássaros e possuem vários exemplares em suas residências, mas, o que muita gente não sabe é que essas pessoas não são criadores.

O criador de pássaros é aquele que se preocupa com a seleção genética e a preservação da espécie. Geralmente, possui apenas um tipo de pássaro em sua criação (para não modificar o canto da ave) e investe o seu tempo e dinheiro em criar pássaros nativos, seja para vender ou seja para competição. Graças a estes criadores, hoje temos algumas espécies nativas salvas da extinção, como os curiós, os papagaios, os canários da terra, os bicudos, entre outros.

O passarinheiro é aquele amante dos pássaros e que possui várias espécies em sua casa. Ele adquire as suas aves dos criadores regulamentados no IBAMA, participa de torneios e faz troca de pássaros com outros passarinheiros. Sua maior preocupação é com o seu plantel e em ter as melhores crias de determinadas espécies.

fonte: http://passarossilvestres.com/

Pássaros silvestres ou pássaros nativos criados em cativeiro?

Muitas pessoas que trabalham com aves se denominam “criadores de pássaros silvestres”, mas, você sabia que há uma diferença entre essa nomenclatura e o de criador de pássaros nativos?

Pássaros silvestres são todos aqueles que nasceram na natureza e lá devem continuar, ou seja, são aves selvagens, com vida livre. Elas não devem ser capturadas para criação. Se você deseja iniciar um plantel de espécies silvestres, busque por criadores regulamentados para encontrar a sua matriz e começar a tirar filhotes.

Os criadores de pássaros nativos são aqueles que trabalham apenas com aves criadas em cativeiro, ou seja, não capturam nenhuma ave na natureza para poder vender posteriormente.

Se você é um criador que se preocupa e gosta de pássaros, não deve corroborar com a prática de retirar animais da natureza para a venda. Trabalhe sempre com a espécie nativa, mas criada em cativeiro e acostumada com o manejo humano. Essa é a melhor forma de preservamos os cantos dos pássaros que tanto apreciamos.

fonte: http://passarossilvestres.com/